Áreas oferecidas – 3ª Rodada de Licitações de Partilha de Produção

Em consonância com a Lei 12.351, de 22/10/2010, e com o Decreto 9.041, de 2/5/2017, o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) publicou dia 13/6/2017, no Diário Oficial da União, a Resolução CNPE nº 13/2017, que estabelece a participação da Petróleo Brasileiro S.A - Petrobras na 3ª Rodada de Licitações sob o regime de partilha de produção.

 

Dessa forma, o edital da 3ª Rodada de Licitações sob o regime de partilha de produção deverá indicar que a participação obrigatória da empresa, como operador, será de 30% (trinta por cento) em cada uma das áreas de Peroba e de Alto de Cabo Frio - Central, conforme manifestação da Petrobras ao Ministério de Minas e Energia.

 

 


 

No dia 27/4/2017, o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) publicou, no Diário Oficial da União, a Resolução CNPE nº 9/2017, que autoriza a ANP a realizar a 3ª Rodada de Licitações sob o Regime de Partilha de Produção na Área do Pré-Sal e aprova os parâmetros técnicos e econômicos das áreas ofertadas.

 

Serão ofertadas as Áreas de Pau Brasil, Peroba e Alto de Cabo Frio-Oeste, na Bacia de Santos, e a Área de Alto de Cabo Frio-Central, nas Bacias de Santos e Campos.

 

A resolução definiu ainda os bônus de assinatura para as áreas.

 

»
Veja aqui o sumário geológico das áreas em oferta:

 

Sumário Geológico

 

 

Clique nos links a seguir para visualizar os mapas das áreas oferecidas:

 

Mapa Geral das Áreas Oferecidas

 

·
Mapas:

 

Áreas de Pau Brasil e Peroba
Áreas de Alto de Cabo Frio-Oeste e Alto de Cabo Frio-Central

 

 

 

Shapefile das Áreas

Áreas.shp



Os levantamentos sísmicos 2D e 3D, em formato "shapefile", podem ser recuperados acessando o BDEP WEB MAPS por meio do link http://www.bdep.gov.br/.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Coordenadas das Áreas

Baixe arquivos de coordenadas das áreas em formato *.shp.

 

Shapefile:

Áreas oferecidas para
3ª Rodada de Partilha de Produção

 

© Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - 2017