2ª Rodada de Licitações (2000)

A 2ª Rodada de Licitações para Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural, anunciada no dia 30 de setembro de 1999, ofertou 23 blocos – 10 blocos em terra e 13 em mar – distribuídos por 9 bacias sedimentares brasileiras: Campos, Santos, Sergipe-Alagoas, Camamu-Almada, Pará-Maranhão, Recôncavo, Potiguar, Paraná e Amazonas.

 

A escolha desses blocos teve como objetivo: aumentar e acelerar a atividade exploratória, facilitar a transferência de tecnologia, conhecimento e melhores práticas da indústria do petróleo e fixar as bases para o desenvolvimento de um setor petrolífero competitivo, eficiente e dinâmico.

 

A 2ª Rodada de Licitações aconteceu no dia 07 de junho de 2000 e contou com 44 empresas habilitadas, sendo que 27 participaram do leilão. Foram arrematados 21 blocos por 16 companhias vencedoras, correspondendo a uma área de cerca de 48 mil km² (dos quase 60 mil km² ofertados). Foram arrecadados R$ 468 milhões em Bônus de Assinatura. O conteúdo local médio foi de 42% na fase exploratória e 48% na fase de desenvolvimento.

 

 

A 2ª Rodada marcou a consolidação do processo de entrada de novos agentes no cenário exploratório brasileiro. Ao contrário do ocorrido na Primeira Rodada de Licitações, quando as vencedoras foram, em sua maioria, empresas de grande porte, a lista de 16 empresas vencedoras inclui diversas empresas médias ou independentes. Cinco empresas brasileiras foram vencedoras e tornaram-se concessionárias.

 

 

 

 

 

 

 

© Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - 2015