2ª Rodada de Acumulações Marginais

 

Após o sucesso da Primeira Rodada de Licitações de Áreas Inativas contendo Acumulações Marginais, a ANP decidiu realizar outras rodadas com cronograma próprio, desvinculadas das Rodadas de Licitações de Áreas com Risco Exploratório. A ANP pretende motivar as pequenas e médias empresas a investir em produção de petróleo em bacias terrestres maduras, onde a infraestrutura para tratamento e transporte do petróleo e do gás natural já estão instaladas.


A Segunda Rodada de Licitação de Áreas Inativas Contendo Acumulações Marginais, autorizada pela Resolução nº 01/2006 do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), aconteceu no dia 29 de junho de 2006, na cidade do Rio de Janeiro. Nessa licitação foram oferecidas 14 áreas, sendo 3 na bacia de Barreirinhas, no estado do Maranhão, 8 na bacia Potiguar, no estado do Rio Grande do Norte e 3 na bacia do Espírito Santo, no estado de mesmo nome. Inicialmente seriam oferecidas 21 áreas, mas, por restrições ambientais, foram excluídas 2 áreas na bacia Potiguar e 5 na bacia do Espírito Santo.

 

Na Segunda Rodada, foram habilitadas 55 empresas (sendo 29 voas entrantes), das quais 30 fizeram oferta e 10 venceram. Das 10 empresas vencedoras desta Rodada, 7 são empresas de engenharia, 2 empresas de exploração de petróleo e 1 empresa de transporte. Destas 10 empresas, 6 participaram na rodada passada.
Do total de 14 áreas ofertadas, 11 foram arrematadas, sendo ofertado um total de R$ 10.677.058 (dez milhões, seiscentos e setenta e sete mil e cinquenta e oito reais) em bônus de assinatura e 2.400 Unidades de Trabalho (UT) em Programa de Trabalho Inicial (PTI), o que corresponde a um investimento total estimado de R$ 24 milhões nos dois primeiros anos.

 

Total de bônus ofertado (R$)

R$ 10.677.058,00

Total de área arrematada (Km²)

220,8

Total PTI  (em UTs - Unidades de Trabalho)

2400

Total PTI - Garantia Financeira (R$)

R$ 24.000.000,00

N° de áreas oferecidas

14

N° de áreas arrematadas

11

N° de empresas habilitadas

55

N° de empresas que apresentaram ofertas

31

 

 

 

© Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - 2015